JAN. 14, 2022 16:29:53

Suínos: quedas bruscas dão trégua na sexta-feira (14)

O mercado de suínos finaliza a semana de negociações nesta sexta-feira (14) com preços mais perto da estabilidade. De acordo com análise do Cepea/Esalq, mesmo diante do bom desempenho dos embarques, os preços do suíno apresentam forte queda nestas primeiras semanas de janeiro. A oferta elevada de animais e a demanda doméstica enfraquecida têm derrubado as cotações no mercado independente de todas as regiões acompanhadas pelo Cepea. 

Do lado da oferta, as vendas abaixo das expectativas em dezembro fizeram com que produtores iniciassem janeiro com lotes de animais para abates represados. Na ponta final, o consumo tipicamente reduzido de janeiro se somou ao baixo poder de compra da população, reforçando o movimento de queda nos preços.

Em São Paulo, de acordo com a Scot Consultoria, a arroba do suíno CIF ficou estável em R$ 95,00/R$ 105,00, enquanto a carcaça especial baixou, 2,56%/1,22%, custando R$ 7,60 o quilo/R$ 8,10 o quilo.

No caso do animal vivo, conforme informações do Cepea/Esalq, referentes à quinta-feira (13), os preços ficaram estáveis em  Minas Gerais, custando R$ 5,68/kg, R$ 4,78/kg no Paraná, R$ 5,01/kg no Rio Grande do Sul, R$ 4,61/kg em Santa Catarina, e R$ 5,49/kg em São Paulo. 

Leia mais:

+ Baixa no preço do suíno versus custo de produção gera prejuízo de R$ 242,00 por animal vendido em SP