JUN. 13, 2018 10:50:00

Setor leiteiro mostra sinais de recuperação na Argentina

O setor leiteiro da Argentina mostrou sinais de recuperação nos primeiros quatro meses do ano crescendo em produção, exportações e consumo, segundo dados oficiais que foram analisados pelo Observatório da Cadeia Láctea Argentina (OCLA).

A produção de leite teve um auge de 9,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, alcançando os 3,21 bilhões de litros. "A princípios de 2017, vale lembrar que houveram fortes chuvas nas principais bacias leiteiras que trouxeram complicações para o produtor. Neste ano, contudo, as condições climáticas foram mais favoráveis, apesar da seca", destacou Jorge Giraudo, diretor geral da OCLA, ao Clarín Rural.

Além disso, houve um aumento no final do ano passado no preço da matéria prima para os produtores de leite, principalmente na soja e no milho, componentes estratégicos para a dieta dos animais, que, a partir de agora, serão sentidos de maneira forte.

Durante o primeiro quadrimestre, foram registrados negócios de 524 milhões de litros exportados, 21,9% a mais do que no ano anterior. Este número representa 16,3% da produção total de leite. O Brasil continua sendo o principal comprador, recebendo 50% do total que o país exporta.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: Clarín