DEZ. 06, 2018 17:15:00

Investigação dos EUA sobre Huawei inclui acusações de fraude bancária, dizem fontes

LOGO REUTERS

WASHINGTON (Reuters) - A prisão da vice-presidente financeira da companhia chinesa de equipamentos para telecomunicados Huawei foi parte de uma investigação dos Estados Unidos sobre um suposto esquema de utilização do sistema bancário global para contornar sanções norte-americanas contra o Irã, afirmaram fontes com conhecimento do assunto.

    Os EUA estão investigando se a Huawei Technologies violou sanções do país contra o Irã desde pelo menos 2016 e o uso mais recente do HSBC <HSBA.L> pela companhia chinesa para fazer transações ilegais envolvendo o Irã.

Em 2012, o HSBC pagou 1,92 bilhão de dólares em um acordo com promotores dos EUA por conta de acusações que vincularam o banco a violações de sanções norte-americanas e a lavagem de dinheiro.

    Um porta-voz do HSBC não comentou o assunto. A Huawei também não se manifestou. Um porta-voz da Promotoria no Brooklyn, que a Reuters informou que está investigando a Huawei, não quis comentar o caso.

O HSBC não está sob investigação, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

Fonte: Reuters