AGO. 19, 2019 13:17:00

Grupo Badauy pede recuperação judicial

O grupo, que é composto pelo casal Salim e Terezinha Badauy, e seus filhos Renan, Fabio e Lucio, é reconhecidamente um player consolidado no mercado agropecuário do Estado de Goiás, onde possui suas fazendas. De lá, distribui sua produção para vários Estados do país, possuindo na sua carteira de clientes tanto grandes redes nacionais de hipermercados, onde trabalham sob a marca Batatão, que faz parte do Grupo, quanto redes regionais em Goiás e no Distrito Federal. Sua sede fica na cidade de Goiânia.

“A partir de 2016, auge da crise econômica no País, o Grupo passou a sofrer com o aumento da inadimplência de seus clientes e a queda no preço de seus produtos. Na tentativa de honrar seus compromissos com bancos e fornecedores, o Grupo foi obrigado a renegociar contratos a juros elevadíssimos. A recuperação judicial proporcionará uma possibilidade do Badauy se reestruturar. Know-how e estrutura eles, notadamente, possuem.” Afirma Douglas Duek, CEO da Quist Investimentos, que juntamente com a DASA advogados está assessorando o caso.

Os proprietários, que também são produtores rurais na pessoa física, estão confiantes com o plano de recuperação. “Por serem considerados empresas rurais, os produtores também têm direito à recuperação judicial, mesmo quando atuam na pessoa física. Muitos produtores rurais não têm conhecimento disto e acabam não fazendo uso deste direito.” esclarece o Dr. Carlos Deneszczuk, sócio da DASA Advogados.

A dívida ultrapassa o valor de R$ 60 milhões e, segundo Duek, o grupo já conversa com investidores interessados em participar na reestruturação da empresa.

Tags:
Fonte: Assessoria de Comunicação