OUT. 11, 2017 17:26:00

Confira a entrevista com Gilson Guimarães - Presidente do Sindicato Rural de Gurinhatã

LOGO nalogo

Na próxima segunda-feira (16), a partir das 9h, os produtores de leite do Triângulo Mineiro irão realizar o protesto SOS Leite, na cidade de Prata (MG), frente aos preços recebidos pelo produto nos últimos meses e à importação de leite em pó proveniente do Uruguai.

Gilson Guimarães, presidente do Sindicato Rural de Gurinhatã (MG), destaca que, antes, os produtores vinham recebendo cerca de R$1,70 pelo litro. Agora, esse valor está por volta de R$1,15, podendo chegar até mesmo a R$0,90 em alguns casos. Tendo em vista que o custo de produção gira em torno de R$1,45 a R$1,55, os preços pagos são inviáveis.

Ele salienta que os produtores ficaram incomodados com uma declaração do Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, de que o leite do Uruguai era produzido com um custo mais baixo. Contudo, ele lembra que os brasileiros possuem uma carga tributária por volta dos 40%, "sem incentivo para produzir leite".

Maggi, ao saber do protesto, soltou uma nota alegando que não irá mais importar leite do Uruguai temporariamente, até que a qualidade do produto seja averiguada. Essa suspensão é temporária e decorre dos boatos de que este leite estaria sendo hidratado no Nordeste e colocado no mercado, com baixa qualidade. O ministro também deve estar presente no dia 16.

Deste encontro, também pode sair um manifesto por parte dos produtores. A principal reivindicação está em torno da fiscalização do leite que entra no país.

Tags:
Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas