Leilões de Pepro e Venda da Conab se mantém com alta procura

Os leilões visam apoiar produtores brasileiros
Por Bolsa Brasileira de Mercadorias BBM
22/11/2019

Leilões de Pepro e Venda da Conab se mantém com alta procura

Os leilões visam apoiar produtores brasileiros
Por Bolsa Brasileira de Mercadorias BBM
22/11/2019

Esta semana, a Bolsa Brasileira de Mercadorias participou, por meio de suas corretoras, de dois leilões da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

 

Milho

 

O leilão de milho ofertou 50 mil toneladas do grão para pequenos produtores de suíno, frango, ovinos e outras espécies. A Bolsa arrematou 36% da oferta total, cerca de 16 mil toneladas.

 

O último lote do leilão de venda de milho foi o mais caro negociado na série de cinco leilões de venda da Conab. O lote 7, armazenado em Sapezal (MT), atingiu o valor de R$ 30,42 a saca.

 

Confira o Resultado do Aviso de Venda 167

 

O próximo leilão de milho está programado para o dia 28 de novembro.

 

Acesse o edital 193/2019

 

Laranja

 

Também esta semana, a Conab ofertou 5 mil toneladas de laranja in natura. Nos dois últimos dois leilões de laranja, a Bolsa arrematou mais de 800 toneladas em cada. Na operação desta semana, houve negociação para 17,6% do total disponibilizado via Pepro, Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural.

 

 Confira o Resultado do Aviso de Pepro 164/2019

 

Os leilões de laranja visam apoiar a produção de fruta de agricultores do Rio Grande do Sul no escoamento do produto  e, com isso, equilibrar os preços que se encontram abaixo do mínimo oficial. De acordo com a Conab, o preço da laranja gaúcha, previsto no edital, é de R$ 0,39/quilo ou o equivalente a R$ 15,95 por caixa de 40,8 kg. Enquanto isso, no mercado, o valor pago ao produtor gira em torno de R$ 0,27/quilo, R$ 0,12 a menos.

 

“Eu vejo o leilão de Pepro como uma oportunidade excelente para os produtores, pois, com os leilões, eles conseguem o preço mínimo e, com isto, se mantém na atividade”, observou Roberto Trussardi, sócio da corretora A. Prado Agronegócios. A fruta comercializada é produzida na cidade de Liberato  Salzano, interior do Rio Grande do Sul.

 

Para participar do leilão, as cooperativas podem procurar a Bolsa Brasileira de Mercadorias. É preciso estar cadastrado no Sican, o Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais.

Últimos Posts