Colheita e exportações do algodão avançam no Brasil

Próxima safra deve registrar aumento de área plantada

Por Bolsa Brasileira de Mercadorias BBM
12/07/2021

Colheita e exportações do algodão avançam no Brasil

Próxima safra deve registrar aumento de área plantada

Por Bolsa Brasileira de Mercadorias BBM
12/07/2021

Segundo o último relatório quinzenal da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), em junho, o Brasil exportou 100.612 toneladas de algodão em pluma, um impressionante acréscimo de 77% frente ao volume embarcado em junho do ano passado. Os três principais destinos da pluma brasileira no mês foram Turquia, Vietnã e Bangladesh. Com o resultado, no acumulado de 12 meses da atual temporada de exportações (de julho 20 a junho 21), as vendas externas totalizaram 2,4 milhões de toneladas, volume 26% superior ao mesmo período na temporada 19/20. Nos números totais, a China continua sendo o principal cliente do Brasil.

 

No Oeste da Bahia, a colheita que iniciou no fim de maio, deve seguir até dia 20 de setembro. A expectativa por lá é de uma produtividade média de 311 a 317 arrobas por hectare, um recorde de cerca de 520 mil toneladas de pura qualidade. “O algodão baiano é reconhecido pela característica de ser colhido em período com poucas chuvas na região, o que o faz ser reconhecido internacionalmente pela sua qualidade. A expectativa é que ele seja ainda melhor esse ano em função das variedades escolhidas pelo produtor”, explicou Luiz Carlos Bergamaschi, presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa).

 

Otimismo que já apaga os impactos negativos gerados no mercado pela pandemia, quando a indústria ficou praticamente inoperante no país e os preços mais atrativos do milho e da soja, fizeram com que parte das lavouras de algodão fosse substituída pelos grãos. “Com a recuperação do mercado e com a retomada dos preços, a nossa expectativa para este ano é que haja um incremento na área plantada, retornando-se para os 280 mil até 290 mil hectares”, destacou o dirigente. Na atual safra, a área plantada da pluma foi de 266 mil hectares na Bahia.

 

A Bolsa Brasileira de Mercadorias, por meio de suas corretoras, é responsável por comercializar mais da metade do algodão nacional todos os anos. São mais de 40 corretoras de mercadorias especializadas na pluma, contando com o amparo da Câmara Arbitral da BBM. “Isso tudo ajuda a segurar os negócios porque, parte desses contratos travados, garante a troca – chamada de barter -, para organizar a cadeia. O mercado do algodão tem essa característica de vender antecipado, isso garante o preço médio, garante insumos para a produção e mantém o mercado atuante”, declarou Bergamaschi.

 

Conheça o Sinap – Sistema de Informações de Negócios com Algodão em Pluma

Confira a cotação atualizada para o algodão no Indicador BBM

Últimos Posts