Bolsas e corretoras passam a contar com sistema eletrônico nos leilões da Conab

Bolsas poderão dar lances eletronicamente
Por Bolsa Brasileira de Mercadorias BBM
10/01/2020

Bolsas e corretoras passam a contar com sistema eletrônico nos leilões da Conab

Bolsas poderão dar lances eletronicamente
Por Bolsa Brasileira de Mercadorias BBM
10/01/2020

Lançada nessa sexta-feira (10) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a nova versão do Sistema de Comercialização Eletrônica (Siscoe) promete ajudar bolsas, corretoras, produtores, compradores, exportadores e agentes do setor privado interessados em comercializar produtos por meio da Companhia.

 

O Siscoe é o sistema por meio do qual a Conab realiza os leilões públicos como, por exemplo, leilões do Prêmio para Escoamento do Produto (PEP), Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro), Compra e Venda de Produtos dos estoques públicos, contratação de fretes e compra e venda de produtos agropecuários de terceiros. As negociações têm interligação simultânea com as Bolsas de Mercadorias. O novo sistema representa uma evolução muita grande frente à versão anterior, que estava em operação desde a década de 90.

 

De acordo com Allan Silveira Santos, responsável pela Gerência de Operações Especiais da Conab, a participação das bolsas nos negócios é essencial, pois proporciona uma ampla divulgação das operações em todo território nacional, o que gera aumento de concorrência nos leilões com uma consequente melhoria nos preços e valores negociados. “As bolsas e corretoras também são importantes para facilitar o entendimento das regras dos Avisos e Editais para o público que não tem o hábito de participar dos leilões eletrônicos da Conab”, explicou.

 

Allan também acrescentou que uma das novidades do novo sistema é que os interessados em participar do leilão devem autorizar eletronicamente os corretores a atuarem em seu nome. “As operações tornaram-se mais transparentes, pois é possível a qualquer interessado obter diversos relatórios com informações dos leilões, as quais mostram as ações das  bolsas e da Conab durante o processo”, enfatizou.

 

O novo sistema foi desenhado com uma interface intuitiva e atual, sendo uma grande evolução em relação ao anterior. A partir da agora, as corretoras vinculadas às bolsas vão poder dar lances eletronicamente, o que garante mais dinamismo aos processos com mais agilidade e segurança de dados. Além da capilaridade, a participação e a eficiência das bolsas e corretoras associadas foram mantidas e são partes importantes desse novo sistema.

 

O diretor-geral da Bolsa Brasileira de Mercadorias, Cesar Costa, comemorou a novidade já bastante esperada e ressaltou a importância das bolsas como parceiras nas negociações da Conab. “A nossa responsabilidade é muito grande nos leilões da companhia". O diretor também citou a questão da economia nas operações. "Nos últimos oito anos, entre os preços de abertura e de fechamento, a companhia economizou mais de R$ 800 milhões com a participação das bolsas nos leilões, além de fazermos a divulgação das operações e representação dos participantes", explanou. "A boa informação é fundamental e é exatamente ela que garante o êxito das operações. Pouquíssimas operações não são concretizadas, e o nível de eficiência costuma ser muito alto", concluiu. 

 

Integrado aos demais sistemas corporativos da Companhia, o novo Siscoe permitirá o preenchimentos automático de informações dispensando parte da digitação manual de dados, anteriormente necessária. A interação possibilita ainda uma desburocratização com a redução substancial dos documentos que costumavam ser exigidos nas operações. É possível a qualquer interessado obter diversos relatórios com informações dos leilões, os quais mostram as ações realizadas e os resultados dos leilões.

 

Atenção às novas regras! – As operações de apoio à comercialização da Conab passaram inclusive por uma atualização para atender as exigências do Regulamento de Licitações e Contratos (RLC) da Companhia e as regras estabelecidas pela Lei Nº 13.303/2016 quanto às Licitações, além de atualizações operacionais e a adoção de boas práticas recomendadas pela Controladoria Geral da União (CGU). Com isso, os leilões eletrônicos passam a operar também sob novos regulamentos. Entre as principais mudanças estão os requisitos mínimos para elaboração dos Avisos, a exigência do Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (CEIS) e as condições de impedimentos para participação no certame. As atualizações operacionais visam o aprimoramento das operações e vão permitir também que o arrematante ou interessado no leilão possa compreender melhor o objetivo de cada instrumento de comercialização.

Últimos Posts

Senhores (as) Em virtude do feriado de Carnaval, não haverá expediente na BOLSA BRASILEIRA DE MERCADORIAS (Matriz e filiais) nos dias 24 e 25 de fevereiro de 2020. As atividades serão retomadas na quarta-feira, dia 26, a partir das 13 horas.