Bolsa realiza Reunião do Conselho e Assembleia Geral Extraordinária

No último dia 29 de novembro de 2018, foram realizadas duas reuniões importantes na sede da Bolsa, em São Paulo.  A primeira reunião, que aconteceu no período...
Por Bolsa Brasileira de Mercadorias BBM
11/12/2018

Bolsa realiza Reunião do Conselho e Assembleia Geral Extraordinária

No último dia 29 de novembro de 2018, foram realizadas duas reuniões importantes na sede da Bolsa, em São Paulo.  A primeira reunião, que aconteceu no período...
Por Bolsa Brasileira de Mercadorias BBM
11/12/2018

No último dia 29 de novembro de 2018, foram realizadas duas reuniões importantes na sede da Bolsa, em São Paulo.  A primeira reunião, que aconteceu no período da manhã, reuniu integrantes do Conselho de Administração. Esta foi a sexta e última reunião do grupo no ano 2018. O encontro teve como objetivo analisar o andamento e o planejamento estratégico elaborado e implantado na Bolsa Brasileira de Mercadorias no primeiro semestre do ano em parceria com a Fundação Dom Cabral. Outra parceria aprovada na reunião foi a firmada com o Observatório Social do Brasil, na qual, a Bolsa entra como apoiadora institucional desta importante organização civil de combate à corrupção e de luta pela transparência dos gastos dos recursos públicos. Por fim, e reunião tratou da implantação da Plataforma de Seguros Agrícolas na Bolsa, com previsão para entrar em operação em já na primeira quinzena de 2019.

 

Já no período da tarde, foi realizada a segunda Assembleia Geral da Bolsa em 2018, desta vez, convocada extraordinariamente para deliberar algumas importantes alterações no Estatuto Social. 

 

Foram acrescentados três novos objetivos sociais da entidade:

 

1) prestar serviços de padronização e classificação de produtos do agronegócio, análises e cotações dos mercados por ela direta ou indiretamente administrados;

 

2) prestar serviços de criação, registro e negociação de títulos do agronegócio, em especial a Cédula de Produto Rural, diretamente e/ou mediante convênios com entidades autorizadas pela Comissão de Valores Mobiliários ou pelo Banco Central do Brasil;

 

3) oferecer condições para contratações de seguros de interesse do agronegócio, em consonância com as normas expedidas por órgãos de fiscalização e controle (SUSEP).

 

Na ocasião, também foi deliberada na AGE a eliminação de dispositivo que impedia a reeleição de Conselheiros para apenas mais um mandato consecutivo. Tal medida é muito importante para compor todas as cadeiras do Conselho (sete membros efetivos e três suplentes), permitindo que todos os associados no gozo dos seus direitos possam se candidatar em condições de igualdade, em eleição direta, prevista abril de 2019.

Últimos Posts